Descarte de Residuos19

Blog

Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos: o que é?

Compartilhe via

vecteezy plastic bales of rubbish at the waste treatment processing 10015376 998 1

Desde 2010, quando entrou em vigor, a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) estabelece diversas obrigatoriedades para um gerenciamento efetivo de resíduos. Nesse sentido, um dos instrumentos da regulamentação é o Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS), um documento que identifica os tipos de resíduos, quantidade e quais as práticas ambientais corretas de todo o processo de gerenciamento. 

Este processo, por sua vez, vai desde o uso consciente do material, separação, coleta, armazenamento, transporte e destinação final. Além disso, o Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS) deve ser feito por uma empresa que tenha um responsável técnico. O arquivo, além de documentar toda operação, também contribui de maneira significativa com a conscientização e educação ambiental dos colaboradores. 

Afinal, deve ser feito um treinamento para que todos tenham conhecimento e caminhem juntos para uma gestão de resíduos correta e efetiva. Em contrapartida, todos os geradores de resíduos previstos no art. 20 da PNRS são obrigados a elaborar o PGRS dentro da política ambiental. 

Neste post, você vai entender a importância do plano e de uma boa gestão ambiental nas empresas.

Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos: importância dentro das empresas

Em alguns casos, conforme a estrutura do município em que se encontra o estabelecimento, o PGRS deve ser disponibilizado ou mantido na própria instituição, sendo de fácil acesso a todos os envolvidos. Ademais, o Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos também deve ser disponibilizado no Sistema Nacional do Meio Ambiente (SISNAMA) e em outras entidades competentes. 

A exigência do plano recai sobre a organização ambiental municipal responsável. Assim, cada uma das instituições citadas acima fica responsável por repassar todas as informações ao Sistema Nacional de Informações sobre a Gestão dos Resíduos Sólidos (SINIR). 

Além da fiscalização e regulamentação — etapas extremamente importantes —, o Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos também faz parte do licenciamento ambiental e da renovação da licença de operação. Contudo, este é um aspecto relevante, pois para a tomada de decisão dos órgãos licenciadores, é considerado este documento.

E com todos esses pontos, confira a seguir algumas vantagens que o PGRS oferece!

Esses são apenas alguns dos aspectos positivos que o plano oferece para a gestão de resíduos da sua empresa. O PGRS é um método eficiente, ambientalmente correto, e agrega valor.

Políticas ambientais são necessárias e devem ser seguidas

Regulamentações ambientais e boas práticas que seguem essa lógica estão cada vez mais próximas das empresas. Por isso, é importante que as organizações fiquem em dia com diretrizes e políticas ambientais, procurando se adequar a elas cada vez mais.

Procure empresas parceiras de confiança para o desenvolvimento do seu Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos. Faça a gestão dos resíduos da sua empresa de maneira inteligente e ecológica.

Compartilhe via

Acompanhe todas as Novidades da Ecoassist

Muitas vezes o descarte correto de pilhas e baterias é um desafio para as empresas, mas

Muitas pessoas ainda não sabem, mas descartar sofá velho irregularmente é caracterizado pela constituição como crime

Dicas para reduzir o consumo de energia elétrica com eletrodomésticos. Sabemos que os eletrodomésticos são a

Embora nem todos saibam diferenciar este produto, é importante conhecer melhor sobre o destino correto de